ESOL Entenda como ele pode ajudar o seu filho na escola

ESOL Entenda como ele pode ajudar o seu filho na escola

ESOL Entenda como ele pode ajudar o seu filho na escola

 

Por: Thais Berlinck

 

Se você acabou de chegar na Flórida e tem filhos em idade escolar, certamente escutará muito falar dessa sigla: ESOL ou English for Speakers of Other Languages. Disponível em todas as escolas públicas do Estado, tem por objetivo auxiliar crianças estrangeiras a aprender inglês de forma dinâmica e efetiva, até atingirem a proficiência no idioma.

 

Abaixo, respondemos as principais dúvidas das famílias:

 

  • Todo estrangeiro deve fazer o ESOL?

Esse programa foi criado para estudantes não fluentes em inglês que precisam de ajuda durante as atividades escolares. É a escola que vai determinar se seu filho precisa ou não do ESOL. Isso acontece da seguinte maneira. Na hora da matrícula, você receberá um questionário com três perguntas:

1) Vocês conversam em casa em algum outro idioma que não seja o inglês?

2) O estudante tem uma primeira língua que não seja o inglês?

3) O estudante fala frequentemente algum outro idioma além do inglês?

Caso você responda sim para ao menos uma dessas questões, seu filho será testado para avaliar o nível de compreensão e proficiência em inglês. Ele só será dispensado do programa se tiver nível avançado.

 

  • As escolas precisam pedir autorização para os pais antes de testar as crianças?

Não. As escolas são obrigadas por lei a aplicar o teste em qualquer estudante estrangeiro durante os primeiros 20 dias de aula. Isso é importante para checar se ele tem conhecimento suficiente do idioma para acompanhar as aulas.

 

  • Caso o estudante precise de ajuda com o inglês, os pais são notificados?

Sim, geralmente as famílias recebem esse comunicado até o final do primeiro mês de aula.

 

  • O que acontece se a família não quiser que a criança fique no ESOL?

No início, não há nada a se fazer. Mas após um semestre, é possível pedir para a escola reavaliar o estudante.

 

  • Os alunos do ESOL estudam em uma classe diferente das demais crianças?

Eles se reúnem com a professore de ESOL apenas durante uma pequena parte do dia. No restante do tempo, dividem a sala de aula com os estudantes nativos.

 

  • Esse programa é diferente da aula de inglês tradicional (ou “Language Arts”)?

O ESOL segue o currículo de inglês tradicional de cada ano letivo: ensina o mesmo conteúdo de gramática e vocabulário que todas as outras crianças da escola aprendem. No entanto, usa estratégias de ensino específicas e adequadas para estrangeiros. Há um destaque grande para o aprendizado da pronúncia, assim como a grafia das palavras e vocabulários mais básicos.

 

  • Quais os benefícios de estar nesse programa?

Existem uma série de vantagens:

*Tempo estendido para fazer provas.

*Auxílio da professora do ESOL durante os testes mais importantes. Se necessário, ela pode ler o enunciado para o aluno.

*Autorização para usar o dicionário quando necessário.

*Proteção contra repetência nos dois primeiros anos. A nota mínima que vai para o boletim (em inglês, “Report Card”) durante esse período é C.

 

  • Se o meu filho terá sempre “C” ou mais no boletim, como vou saber se ele está aprendendo o conteúdo?

Você receberá todas as avaliações que ele realizar. Sempre que as notas forem aumentadas por conta dessa proteção contra repetência, o professor fará uma observação no próprio papel de prova. Nos primeiros meses, é super normal que isso aconteça. No entanto, se após um ano esse fato ainda se repetir com frequência, pode ser interessante marcar uma reunião na escola e questionar se não seria o caso de contratar um professor particular que possa trabalhar as dificuldades do seu filho. Portanto, fique atenta. Uma interferência pontual pode evitar que ele fique atrasado na escola e se sinta mal por isso.

 

  • Quanto tempo demora para uma criança estrangeira aprender inglês?

Apesar do consenso popular dizer que seis meses são suficientes, pesquisas indicam que os estudantes estrangeiros que chegam aqui crus no idioma geralmente levam de um ano e meio e dois anos para aprender o inglês coloquial e de 3 a 5 anos para terem proficiência no inglês acadêmico.

 

  • Como fico sabendo sobre o progresso do meu filho no ESOL?

Você receberá um comunicado junto com o boletim (ou “Report Card”). Mas caso tenha alguma dúvida, pode solicitar uma reunião a qualquer momento.

 

  • Por quanto tempo as crianças costumam ficar no ESOL?

Não há uma regra. Isso depende do desempenho e do conhecimento de cada um. Alguns alunos saem em dois anos. Outros ficam seis anos. A maioria, no entanto, costuma ser dispensada após o terceiro ano.

 

  • Como a escola sabe se a criança está pronta para deixar o programa?

Essa decisão só é tomada após os dirigentes avaliarem as notas que ela obteve em dois testes: Wida e FSA Reading. Ambos medem a proficiência no inglês. Essa é a regra que sempre foi aplicada, com exceção do ano escolar de 2019/2020. Por causa do fechamento precoce das escolas para evitar a disseminação do Covid-19, os estudantes não fizeram o FSA (que estava programado para os meses de abril e maio de 2020). Sendo assim, o critério nesse momento passou a ser apenas o Wida e as notas escolares.

 

A Secretaria de Escolas Publicas de Orange County, a OCPS, disponibilizou um e-book com mais informações em português, você pode acessar aqui.

 

Primeiro dia de aula nos Estados Unidos… Sem Falar Inglês!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *